quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

XV Feliz Metal - No Más



Para desespero dos amantes da boa musica, vem a No Más incitando a desobediência com suas letras de forte contestação ao sistema vigente e a cultura de massa.



NO MÁS é um projeto de Mincecore/Grind de Rio Branco,Acre.
Formada em 14 de outubro de 2012 por figuras da movimentação Punk/Hard Core acreano, Toty (vocais e flauta, ex- Peixe Seco HC e Guerrilla PA44), Didjus (guitarra) e Nonoca (bateria, guerrilla PA44).

Influências direta de nomes do punk ao grindcore/noise mundial, como Agathocles da Bélgica, archagathus (Canadá), Napalm Death do começo, Assuck (Usa), Baixo Calão (Brasil), Disrupt (Usa) Los Crudos (Usa) e Ultimo Gobierno (UC) da Espanha , entre outros.

Seu nome foi inspirado numa letra do Ultimo Gobierno da Espanha, lócus de intensa mobilização social, que leva-nos a pensar, a levantar-se, a construir, buscar novos caminhos subjetivamente, como coletivamente, ter coragem de dizer “NO MÁS” , desconstruir muitas coisas!

Em Dezembro de 2012 tivemos o adendo de João Paulo Almeida nos vocais. Com essa entrada desse componente e os ensaios periódicos deram uma nova cara a esse projeto, o futuro corroborar isso!

Em julho de 2013 a banda lançou um single/ Vídeo com um barulho intitulado"CRISIS".

Formação:
BATERIA Nonoca
GUITARRA: Didjus
VOCAL: João
BAIXO: Ri



XV Feliz Metal - Discórdia

Como segunda banda da noite, vem a Discórdia.
Seu único intuito é fazer raiva, protesto, e querer destruição



A Discórdia começa seus primeiros ensaios em 2010, com Ricardo Costa (guitarra), Ricardo Castro (baixo), Wlisses James (vocal) e Allan Cunha (bateria).

A proposta da banda é fazer um som pesado, sujo, agressivo, rápido e com a pouca técnica.

As influencias da banda vão do Thrash Metal até o Grind Core, com uma guitarra suja, vocais gritados e guturais, sustentado por uma bateria rápida, um baixo imundo e mal tocado.

Uma das características da banda é estar sempre valorizando o espírito D.I.Y., Faça Você Mesmo.

As letras abordam temas violentos, mas sempre se tratando de assuntos político e de contestação ao sistema vigente, pois a banda acredita que uma participação política ativa e antipartidária é necessária e faz parte da essência contestadora dos próprios punks e headbangers.

Com a ida de Allan para São Paulo, a banda encerra suas atividades. Pela bateria passam Victor Michael, Alberto Warrior e Geovani.

Este ano contaremos com a participação especial de João Magalhães, baterista da banda PHC de Porto Velho-RO.

Saudades Allan!


Membros da banda:
Ricardo Costa (Ricardinho) na guitarra;
Wlisses James aos gritos;
Ricardo Castro (Ri) até hoje sem saber tocar baixo;
João Magalhães, promovendo o caos na bateria.

XV Feliz Metal - D. H. Acoustic Rock


Nesta edição de comemoração de 15 anos ininterruptos de Feliz Metal, a noite irá começar com a apresentação da D. H. Acoustic Rock.




A D. H. Acoustic Rock, nasceu com a proposta de executar clássicos dos grandes nomes do Rock mundial no formato acústico, tendo como base  instrumentos de corda e percussão.

Com apenas 10 meses de existência, fecha o ano de 2018 com quase 40 apresentações. E fez pré - shows das bandas : MASTER (EUA),NERVOCHAOS (SP),EDUARDO ARDANUY (SP) e tributos do: Iron Maiden, Scorpions, Whitesnake e Bon Jovi.

Em seu repertório passeia por nomes como : Scorpions, Metallica, Guns Roses, Lynyrd Skynyrd, kansas, Helloween, Pink Floyd, Judas Priest, Ozzy Osbourne, The Animals, Peter Frampton, entre outros.

A banda já vem compondo e ensaiando suas músicas autorais pra em breve apresenta - las ao público.



Os integrantes fundadores da D. H. Acoustic Rock,  são :
Jerdson Silva - voz e violões.
Mateus Araújo  - violões
Igor Healer - Percussões e backing Vocals.

Feliz Metal




Feliz Metal é um festival de música beneficente que ocorre anualmente desde 2004, na cidade de Rio Branco, no Estado do Acre. É voltado principalmente para o rock pesado e suas diversas vertentes. Sua primeira e demais edições foram promovidas pela Dream Cry Produções Artísticas, que inicialmente era formada pelos músicos e produtores: Ricardo Costa (Ricardinho), Roberto Padula (Bala), Igor Alves e Victor Michel, e ainda Saulo Barros e Fábio Kill.
O evento reúne várias bandas que já renderam apresentações memoráveis, além de outras atividades, como apresentação de documentários, debates e palestras, sempre mediadas pelo vocalista e Doutor em História Prof. Wlisses James (UFAC - Acre).
Nos palcos do Feliz Metal já tocaram mais de 50 bandas, entre artistas independentes e bandas consagradas do metal brasileiro e estrangeiro. A primeira edição do festival que aconteceu em 25 de dezembro 2004 envolveu apenas bandas acreanas e uma apresentação teatral.


História:

Lá pelos idos de 2004 em Rio Branco, no Estado do Acre, um grupo de amantes do Rock'n Roll (Ricardo Costa, Roberto Padula, Igor Alves, Victor Michel, Saulo Barros e Fábio Kill), que se reuniam frequentemente para tomar cervejas regradas com churrasco e muito som, resolveu juntar as latinhas de cervejas consumidas, vender e fazer uma festa no final daquele ano.
Com o elevado consumo de cervejas, as vendas das latinhas, para surpresa de todos, renderam uma boa grana e a ideia da festa particular se transformou no “I Feliz Metal” em 25 de dezembro de 2004.
Cinco (05) bandas, mais o teatro Móvel de Juliano Espinhos, se apresentaram no S.B.O.R.B.A. e, por se tratar de um evento beneficente, como entrada, foi cobrado apenas 01(um) Kg de alimento não perecível, alimentos que foram doados no bairro Wilson Ribeiro em Rio Branco.
A ideia alternativa de custear parte do evento com vendas de latinhas recicláveis durou até a 3ª edição do evento.
Nascia assim o Feliz Metal que se tornou hoje o mais tradicional e expressivo Festival de Rock/Metal do Acre e o mais antigo ainda em franca atividade, a ponto de fazer parte do calendário oficial de eventos do Governo do Acre, em 2008, através da Secretaria de Estado de Esporte, Turismo e Lazer.
Até 2018, são 14 edições, todas realizadas no dia 25 de dezembro, além da edição especial que aconteceu dia 27 de abril de 2018, e que comemorou 15 anos de existência do evento. Na oportunidade a banda Miasthenia foi a grande atração da noite. 50 bandas já passaram pelo evento, sendo: 15 de outros Estados Brasileiros, 02 atrações internacionais e 01 atração do interior do Acre.



Dream Cry Produções Artísticas:

A Dream Cry Produções Artísticas responsável pelo Feliz Metal, em 2004 era formada pelos músicos e produtores: Ricardo Costa (Ricardinho), Roberto Padula (Bala), Igor Alves e Victor Michel, e ainda Saulo Barros e Fábio Kill.
A equipe passou por algumas modificações do decorrer desse período, vários simpatizantes do evento e amigos colaboraram com o Festival, a Dream Cry Produções Artísticas chegou a contar com vários nomes de Produtores e Músicos de Rio Branco, como: Emerson Ferreira (Ema), Pablo Coutinho, Gustavo Cunha, Wyllami, Gabriel Naif. Atualmente Ricardo Costa (Ricardinho) e Ricardo Padula (Ri), fazem parte oficialmente da Dream Cry Produções Artísticas, tendo como parceiros e apoiadores: Roberto Padula (Bala), Igor Alves, Victor Michel, Saulo Barros, Isaac Ronalti, Vilmar Boufleuer, Sara Helena, Vanderly, Márcio Amorim, Samara entre outros.


Arrastão Solidário:

Em 2008, a Dream Cry Produções Artística, após conversa com o Presidente dos Gaviões da Amazônia, Eduardo Charbel, criam o Arrastão Solidário, atividade, que em parceria com vários outros motoclubes de Rio Branco, soma na arrecadação não só de alimentos, mas também de roupas e brinquedos para doações.



Parceria de Ítalo Rocha:

A partir da 4º edição do Feliz Metal, Ítalo Rocha, fecha parceria com a Dream Cry Produções e passa a fazer as artes do evento.



Onde acontece:

Por falta de local para atender esse tipo de atividade, o Feliz Metal, já aconteceu em vários espaços em Rio Branco, como: S.B.O.R.B.A., Lua Azul, Clube Atlético Acreano, Sahara, Afeletro, Atlético Clube Juventus, A.A.B.B., Vila Club, Espaço 14º BIS, Concha Acústica de Rio Branco e finalmente Studio Beer, casa noturna de Rio Branco que recebe vários shows voltados ao estilo.







Algumas das bandas que já passaram pelo Feliz Metal:

Steel Warrior (Itajaí/Santa Catarina)











Sortilégio (Porto Velho/Rondônia)




















Incinerador (Porto Velho/Rondônia)


















Crystal Lake (Leme/São Paulo)








Bedroyt (Porto Velho/Rondônia)









Torture Squad (São Paulo/São Paulo)












Fates Prophecy (São Paulo/São Paulo)










Korzus (São Paulo/São Paulo)








Claustrofobia (São Paulo/São Paulo)








Pastore (São Paulo/São Paulo)








Apokalyptic Raids (Rio de Janeiro/Rio de Janeiro)














Morte Lenta (Porto Velho/Rondônia)





















Nylon Maiden/Thomas Zwijsen – (Holanda)






Blaze Bayley (Inglaterra)





Turbo Aggressor (Porto Velho/Rondônia)











Dark Avenger (Brasília/Distrito Federal)













Miasthenia (Brasília/Distrito Federal)









.






sábado, 24 de dezembro de 2016

Born Hell




O quinteto infernal foi formado em 07 de junho de 2009 na acidade de Rio Branco - Acre. Com uma sonoridade bem variada, a Born Hell vem conquistando seu espaço no cenário extremo do metal. A banda não tem um estilo musical definido, mas as melodias da banda tendem pro Thrash e o Black Metal.


METAL JACKET




Formada ano ano de 2009 na cidade de Porto Velho Rondônia pelo vocalista Alberto Warrior, Metal Jacket nasce com a proposta de fazer cover de grandes clássicos do Rock, e Hard Metal, tais como SCORPIONS, NAZARETH, JUDAS PRIEST, ACDC, DEEP PURPLE entre muitos outros gigantes do Rock. Após a Mudança de Alberto para o estado do Acre, Metal Jacket acaba sendo reativada por Alberto Warrior juntamente com amigos de longa data existentes na cena Acreana.


Atualmente, após um tempo desativada, a banda retorna a suas atividades, e agora trabalhando em um material de sua própria autoria, que será lançado em 2017. Sua formação atual é Alberto Warrior (vocal), Ricardo Costa ( contra Baixo ), Beto Pacífico ( guitarra), Bruno Moura (guitarra), Roberto Bala( bateria ).


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

DISCÓRDIA

Estragando a noite e decepcionando o publico do Feliz Metal, no dia 25 de dezembro infelizmente teremos a banda DISCÓRDIA com seus ruídos absurdos.

A Discórdia começa seus primeiros ensaios em 2010, com Ricardo Costa (guitarra), Ricardo Castro (baixo), Wlisses James (vocal) e Allan Cunha (bateria).

A proposta da banda é fazer um som pesado, sujo, agressivo, rápido e com a pouca técnica.

As influencias da banda vão do Thrash Metal até o Grind Core, com uma guitarra suja, vocais gritados e guturais, sustentado por uma bateria rápida, um baixo imundo e mal tocado.

Uma das características da banda é estar sempre valorizando o espírito D.I.Y., Faça Você Mesmo.

As letras abordam temas violentos, mas sempre se tratando de assuntos político e de contestação ao sistema vigente, pois a banda acredita que uma participação política ativa e antipartidária é necessária e faz parte da essência contestadora dos próprios headbangers.

Com a ida de Allan para São Paulo, a banda encerra suas atividades. Como Victor sente desprezo e a necessidade de incomodar o publico que prestigia aos shows, chama a Discórdia para voltar a fazer raiva.
Não lamentamos, e não há mais nada que possa ser feito.

Membros da banda:
Ricardo Costa (Ricardinho) na guitarra;
Wlisses James aos gritos;
Ricardo Castro (Ri) tentando baixo;
Victor Michael quebrando bateria.

Acesse o myspace da banda e se arrependa:
WWW.myspace.com/barulhodiscordia

É lamentável, mas existe o DVD disponível no youtube:
Parte 1 https://www.youtube.com/watch?v=dXvVt4ilZe4
Parte 2 https://www.youtube.com/watch?v=zsaUtznO5U4


Conheça a musica The Pigs Are Screaming In The Night, que trouxe o nome do segundo disco da banda:
https://www.youtube.com/watch?v=63S7VIWVoik
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...